Translate

domingo, 13 de outubro de 2013

A Honda lança a família CB 500 bicilíndrica. Elas estão sendo o destaque da marca neste Salão Duas Rodas 2013.

Todas as imagens desta publicação são de divulgação. Clique nas fotos para vê-las ampliadas.

Com aproximadamente um ano de defasagem a Honda traz para o Brasil a nova série de motos que utilizam a mesma base, quadro e motor bicilíndrico de 500cc. Uma nova linhagem que não herda gene algum da versão de 500cc anterior, exceto o nome. Elas foram projetadas para o momento atual da economia mundial, que solicita motos mais inteligentes no consumo, desempenho mais contido devido às restrições crescentes de velocidade, as limitações tanto para licenciar como também para obter autorização para pilotar em muitos países. O seu público-alvo é o piloto iniciante e também as mulheres que querem sair das pequenas e fazer um upgrade. Propositadamente reduzidas em potência, lá elas têm cerca de 47cv para atender à norma européia para primeira habilitação, que limita a potência máxima para este tipo de licença. Para o Brasil a Honda pensa em outro público e a consequência disso foi um pouco mais de potência nos motores, cerca de 50cv.


Ao contrário do que fez com a família NC 700, da qual só trouxe a crossover NC700X e abdicou da versão naked NC700S, a família 500 será produzida no Brasil em todas as versões. Primeiro a naked CB500F, ainda este ano, depois, já na virada do ano, chegará a esporte CBR500R e em 2014 será a vez da crossover CB500X, que se confunde em desenho com a NC700X.  

Apesar da Honda chamar esses modelos "alta cilindrada", eles e a NC700X são motos de média cilindrada, tanto no desempenho como no consumo. Elas estão mais para uma 350cc que para uma 1.000cc, que tem realmente um motor de desempenho e consumo de alta cilindrada. E mesmo a Hornet e a CBR600F também são "motos médias". Não concordo com a ideia de passar para o motociclista a ilusão de que ele está com uma moto grande quando isso não é verdade.

Essas "quinhentinhas" (como eu apelidava minha saudosa CB500) já são conhecidas no mercado europeu e norte americano, onde ganham fama de motos econômicas e bem equilibradas. O consumo médio obtido com estes modelos tem sido próximo dos 30km/l, numa condução civilizada no bom pavimento do primeiro mundo e com gasolina de primeira qualidade, sem álcool. Aqui, em terras brasilis, poderemos ser um pouco mais pessimistas, só um pouco, porque uma coisa a Honda faz bem, usa sua tecnologia para suprimir ou minimizar esses problemas de combustível que temos por cá. O consumo não deve aumentar muito com nossa "alcoolina", já que para cada litro de gasolina existem 25% de álcool, ou seja, 1/4 do combustível não é gasolina. Como o álcool (etanol hidratado) tem 40% de água, então existe 10% de água em nossa "gasosa", o que não é pouco e prejudica muito o rendimento dos motores.

A condução esportiva não é o forte desses modelos. A CBR500R, apesar do nome, é exatamente a versão F mais a carenagem e não obteve nenhum "apimentamento" no motor para ter um desempenho mais esportivo. Então a versão R deve ser vista mais como um modelo para o turismo, ou seja, para ter proteção aerodinâmica nas estradas com economia e conforto. Num recente comparativo de uma revista dos EUA, que botou frente a frente a CBR500R e a Ninja 300 da Kawasaki, ficou claro que esta CBR não foi feita pensando em desempenho. Quem já teve ou pilotou a CB500 1998-2005, talvez sinta falta de desempenho nessa nova CB, mas ficará contente com a economia de combustível, que melhorou bastante. O motor da antiga CB500 era derivado daquele que equipava a CBR900 Fireblade, é como se fosse aquele motor cortado ao meio e ajustado para uma condução menos esportiva e agressiva, condizente com a proposta daquela CB500, que continuou a ser produzida na Europa entre 2004 e 2007 com o nome CBF500, ainda com o mesmo motor anterior, embora atualizado e compartilhando o mesmo quadro das CBF600, que nunca chegaram por aqui, mas utilizam o motor da CB600F Hornet, numa opção mais mansa.

Abaixo, repassamos integralmente o press release (texto) oficial da Honda para estes modelos, ou seja, daqui pra frente são as palavras da Honda:


Nova família Honda 500cc: máxima emoção para entrar no mundo da alta cilindrada

A Honda começa a produzir em sua fábrica de Manaus a nova linha 500cc, que chega em três modelos, a naked CB500F, a esportiva CBR500R e a crossover CB500X, para atender diferentes perfis de consumidores. Com os lançamentos, a empresa cria um novo segmento para os motociclistas que buscam modelos de entrada no universo de alta cilindrada e que ofereçam conforto, desempenho, segurança e facilidade na pilotagem para o dia-a-dia e viagens longas. 

Receita de sucesso

Reconhecidos pela confiabilidade, resistência e durabilidade, os motores bicilíndricos Honda sempre fizeram muito sucesso no Brasil. Um dos modelos mais lembrados em nosso mercado é a CB 500, produzida na fábrica de Manaus até 2005. Inspirada na lacuna criada nos últimos anos, a Honda decidiu lançar no país a nova família 500cc, objetivando atingir diferentes públicos com motocicletas diferenciadas, de design moderno, alta tecnologia, grande confiabilidade e excelente versatilidade. Incluindo as três versões da nova família 500, a expectativa é comercializar até 2016 um volume superior a 20 mil unidades/anuais e consolidar a liderança absoluta da marca no segmento de alta cilindrada.

Potência e controle em 500cc

Mesmo com o foco em diferentes segmentos, as novas CB500F, CBR500R e CB500X apresentam grande versatilidade, maneabilidade e ótima performance, com condução agradável e prazerosa em qualquer situação.


Os três novos modelos chegam ao mercado compartilhando uma base em comum. O chassi é em aço, do tipo Diamond, que oferece uma excelente capacidade de manobra. Comum aos modelos CBR 500R e CB 500X, odefletor de ar dianteiro, concebido para dar mais proteção ao piloto, imprime um design mais resistente e imponente. 

O desempenho dos novos modelos, tanto em vias urbanas como na estrada, é proporcionado pelo motor bicilíndrico, de quatro tempos e 471 cm3 - DOHC (Double Over Head Camshaft), com duplo comando de válvulas no cabeçote, quatro válvulas por cilindro e arrefecimento a líquido -, que desenvolve potência máxima de 50cv a 8.500 rpm e torque máximo de 4,55kgf.m a 7.000 rpm. Em toda a linha os pistões são forjados em liga de alumínio, com diâmetro de 67mm, curso de 66,8mm e construção diferenciada, semelhantes aos utilizados na motocicleta CBR 600RR. A rigidez e resistência também foram otimizadas e seus pesos reduzidos, para tornar o funcionamento ainda mais suave e eficiente. As respostas rápidas ao comando do acelerador são garantidas pelo sistema de alimentação eletrônico PGM-FI (sistema de injeção programada de combustível), que envia ao motor o volume ideal de combustível para cada faixa de rotação, melhorando a eficiência e criando um excelente equilíbrio entre máxima potência e baixo consumo. O escape foi desenvolvido em aço inoxidável, com design integrado ao pedal do garupa. Aliado à este conjunto motriz, o câmbio de seis velocidades possui embreagem multi-disco e oferece engates precisos, o que possibilita excelente desempenho do conjunto tanto em trechos urbanos quanto na estrada.

No tocante à suspensão, a Honda trouxe para a sua linha 500cc tudo que há de mais moderno e de alta tecnologia disponível no mercado de duas rodas. A dianteira recebeu garfo telescópio, com curso de 120mm, desenvolvido para proporcionar total domínio e estabilidade em curvas, sem deixar de lado o conforto. Na traseira, a suspensão é monoamortecida do tipo Pro-Link, com curso de 119 mm,e conta com nove níveis de regulagens da pré-carga do amortecedor. Ainda no quesito conforto, o painel de instrumentos é totalmente digital e de fácil leitura, que traz – além do velocímetro - conta-giros por gráfico de barras, relógio, hodômetro (total e parcial), medidores de consumo de combustível instantâneo e média, além de indicadores de diagnóstico do motor, que permite ao motociclista se concentrar na pilotagem com maior conforto e segurança. As rodas em alumínio fundido trazem design exclusivo e foram projetadas para oferecer leveza e resistência em qualquer superfície. Os pneus são 120/70ZR-17 na frente e 160/60 ZR-17 na traseira. A rabeta, desenhada em estilo esportivo, também é comum aos três modelos. Nos modelos CB 500F e CBR 500R, o banco de dois níveis conta de grande conforto e excelente ergonomia, permitindo que o piloto fique integrado e se fixe mais adequadamente à motocicleta. Isto colabora para execução de manobras mais rápidas e que exigem maior firmeza, principalmente em velocidades mais altas.

A nova família 500cc está equipada com freio dianteiro a disco com diâmetro de 320 mm de acionamento hidráulico e cáliper de duplo pistão. Já o traseiro, conta com disco de 240 mm de diâmetro, acionado por pistão e pinça simples. Os modelos também chegam com versão equipada com freios ABS, sistema eletrônico que evita o travamento das rodas e propicia total segurança, mesmo em situações de frenagem mais bruscas. Para maior segurança, todos dispõem ainda de HISS (Honda Ignition Security System - Sistema de Segurança de Ignição Honda).


CB 500F: Street figther para o dia-a-dia

Nova integrante da categoria Naked, na qual a Honda é líder absoluta no mercado brasileiro, a CB 500F traz uma proposta diferenciada de uso urbano, unindo esportividade, facilidade de manutenção, conforto para uso diário e excelente desempenho. Com estilo e design inspirados na CB1000R, o novo modelo oferece grande agilidade e condução agradável em qualquer situação. A aplicação de conceitos avançados de ergonomia assegura a possibilidade de o lançamento ser utilizado principalmente por pilotos de menor estatura, muitas vezes intimidados em motocicletas de maior porte. As linhas são agressivas, compactas e contemporâneas. Característica marcante da CB 500F, o conjunto de carenagem do farol e do tanque harmonizam entre si e deixam à mostra o motor bicilíndrico, remetendo ainda mais a conceitos como potência e alta performance. Com visual diferenciado e moderno, o conjunto óptico conta com lâmpada halógenade 60W/55W H4 e refletor multifacetado, propiciando ótima projeção de luz até para estradas com pouca iluminação.


Na CB 500F, a emoção de pilotar é evidenciada com a tela do mostrador de instrumentos digital em tom azul, outro item inspirado no modelo CB 1000R. O tanque de combustível tem capacidade para 15,7 litros de combustível, incluindo a reserva, o que pode proporcionar uma elevada autonomia. Afixação e posicionamento do motor no chassi permitiram um perfeito equilíbrio na maneabilidade da motocicleta, contribuindo para minimizar as vibrações e assegurar ótima estabilidade. Muito fácil de manobrar, a CB500F permite uma condução esportiva com grande conforto ao piloto. A altura do assento é de 785mm. As dimensões do modelo são (C) 2.075 mm x (L) 780 mm x (A) 1.060 mm, distância entre eixos de 1.410 mm e peso seco de 178 kg.


CBR 500R – Verdadeira esportiva de entrada

Beleza e performance são algumas das principais características que podem definir a nova CBR 500R. O modelo superesportivo traz todos os atributos que tornaram o DNA da marca respeitado em todas as pistas do mundo e representa a opção ideal para quem deseja adquirir a sua primeira motocicleta de alto desempenho. A carenagem, além de transparecer à motocicleta um porte equivalente ao de modelos com maior cilindrada, contribui para a diminuição do arrasto aerodinâmico e acentua ainda mais o seu design esportivo. Integrados ao visual estão o painel de instrumentos digital na cor branca e o conjunto óptico, com refletor duplo multifacetado e lâmpadas halógenas de 55W que oferece boa visibilidade em qualquer condição. A capacidade do tanque de combustível é de 15,7litros. 


Os semi-guidões proporcionam uma pilotagem próxima às dos modelos de pista e enfatizam toda a emoção e estilo sport. A altura do assento é de 785 mm e suas medidas são as mais compactas da linha com (C) 2.075 mm x (L) 740 mm x (A) 1.145 mm, entre os eixos de 1.410 mm, tornando a pilotagem ainda mais precisa. O peso seco do modelo é de 181kg.


CB 500X – Emoção para qualquer aventura

Dotada de grande versatilidade, a crossover CB500X é uma motocicleta de alta cilindrada, ideal para quem pretende iniciar uma vida aventureira em duas rodas. Representa uma ótima alternativa para os pilotos mais experientes, que procuram uma motocicleta extremamente prática e robusta, para ser utilizada no deslocamento do dia-a-dia e lazer dos finais de semana.


Projetada para oferecer grande conforto e segurança, a CB 500X tem design diferenciado, inspirado em recentes lançamentos da Honda na categoria, com formas que expressam o gosto pela liberdade. Destaca-se na parte visual o conjunto de carenagem de farol exclusivo e o conjunto óptico combina beleza e eficiência.

Cores, preços e início de comercialização

Nas cores branca (STD/ABS) e vermelha (STD/ABS), a CB500F estará disponível na rede de concessionárias a partir do mês de outubro pelo valor de R$ 22.000,00 (STD) e R$ 23.500,00 (ABS). Já o modelo CBR500R, virá nas versões tricolor (STD/ABS) e vermelha (STD) e será comercializado a partir do mês de dezembro. A CB500X chegará ao mercado no primeiro semestre de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: seu comentário passará pelo moderador antes de ser publicado, então não será publicado imediatamente. Procure escrever em bom Português e não utilize linguagem ofensiva. Se comentar como anônimo, informe seu nome. Comentários desrespeitosos, ofensivos e com linguagem imprópria serão excluídos.