Translate

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Yamaha MT-09 2015: ela finalmente chega em novembro.

Por Waldyr Costa
Imagens divulgação

A Yamaha esperou um ano para trazer a moto que ela apresentou em 2013 no Salão Duas Rodas.

Com um ano de atraso e, certamente, boas vendas perdidas (em nosso mercado), a Yamaha traz ao Brasil a MT-09, que foi pré-lançada durante o Salão Duas Rodas no ano passado. A moto está fazendo muito sucesso em diversos mercados, especialmente nos países da Europa. O maior atrativo é o preço, já que suas principais concorrentes custam mais que ela. Porém seus atributos esportivos também são destaque, especialmente o ótimo rendimento dinâmico do motor, forte desde as rotações mais baixas, sem cobrar mais consumo por isso. Uma característica comum aos tricilíndricos modernos, que estão crescendo entre as opções de motores disponíveis no mercado.



Algumas motos carregam o motor como a própria de identidade. A Yamaha MT-09 é uma dessas.

Nas últimas décadas apenas a inglesa Triumph manteve permanentemente uma linha de motores com três cilindros paralelos. Esta configuração de motor junta as características esportivas, como a dos tetracilíndricos em linha e faixa de torque muito ampla, mais comum aos bicilíndricos em V. A capacidade de juntar esses dois mundos num mesmo propulsor, deu à Triumph a fama de fabricar ótimos motores, capazes de serem, ao mesmo tempo, econômicos, potentes e cheios de torque. Nos últimos anos a italiada MV Agusta se deu ao trabalho de desenvolver os seus próprios "tri" e, não por acaso, obteve o mesmo resultado, criando também a sua linha de 800cc com vários modelos.

A versão "purple", com esta pintura brilhante lilás, será uma das disponíveis no Brasil. 

Depois de três décadas, a primeira marca japonesa que voltou a se "declarar" para esse tipo de motor foi a Yamaha, embora não possamos afirmar que Honda, Kawasaki e Suzuki também não estejam engajadas em algum projeto desses. Mas a Yamaha saiu na frente. A sua MT-09 foi sucesso desde o seu primeiro aparecimento no salão de Milão, na Itália, o EICMA 2013. A sua chegada no mercado europeu, com preço muito competitivo, deixou a concorrência de queixo caído, enquanto a nova "garota do pedaço" dava as cartas no mercado e ganhava fama. 

A versão Street Rally seguiu o lançamento da novidade em 2013 e manteve a MT-09 em destaque na mídia.

A MT-09 logo teve versões especiais, o que mantinha o modelo ainda mais em evidência, tanto nas capas das principais revistas especializadas como nas mais conhecidas páginas dos sites de motociclismo da Europa. A campanha de marketing foi bastante forte. As versões Street Rally, logo após o lançamento em 2013, e a Sport Tracker, já em 2014, estiveram encabeçando as principais mídias especializadas.

A Sport Tracker chegou em 2014, prenunciando os novos modelos que chegarão no salão Intermot deste ano. 

A saga dos motores tricilíndricos da Yamaha está só começando. O salão Intermot, que estréia em Colônia, na Alemanha no dia 30 de setembro e será aberto ao público a partir de 01/10/2014, deverá trazer pelo menos mais um modelo sobre a plataforma tricilíndrica. E não será surpresa se mais modelos aparecerem, tanto baseados MT-09, como também na bicilíndrica MT-07 (outro sucesso), que esperamos também ser anunciada para o Brasil ainda este ano. 

A Yamaha "fez o impossível" para manter a moto muito bem acabada e com itens que qualidade, sem pesar no preço.

A excelente dupla quadro e motor, mérito do excelente trabalho de engenharia da Yamaha nipônica, deixou as coisas muito mais fáceis para marca, que tem uma base vencedora e de sucesso. Também pode ser facilmente modificada para criar outros modelos sem gerar problemas de engenharia, sejam eles touring, trail ou sport. Já andaram circulando na internet fotos e fortes rumores sobre tais modelos. 

A Saga das MT vem de algum tempo, com as MT-01 e MT-03, mas só começou realmente com a MT-09, que deslanchou.

Atualmente a linha MT conta com a MT-125 (já apresentado aqui no blog), a MT-03 (que apesar do nome não é uma 300cc e sim uma 660cc, com  o motor monocilíndrico das XT e já foi vendida no Brasil num passado recente), a MT-07 (motor "bi" paralelo de 690cc, talvez até melhor que a MT-09 para o mercado brasileiro) e a MT-09 que é o assunto aqui. A MT-01, com o mesmo motor V2 de 1.670cc da custom Road Star Warrior, foi descontinuada.

Com design instigante em cada detalhe, a MT-09 promete, e entrega, felicidade ao seu piloto. Culpa do motor e do quadro.

A MT-09 oferece baixo centro de gravidade, excelente manobrabilidade, motor com grande capacidade de retomada e aceleração, boa economia de combustível, bom nível de conforto e um design que chama atenção por sair da tendência atual. Na sua faixa de cilindrada, os 850cc ficam entre os modelos de média e os de alta cilindrada. Ela concorre nos dois mercados e enfrenta, por exemplo, as Triumph Street Triple de 675cc no preço e a Speed Triple 1050cc no desempenho. Briga diretamente com a linha da MV Agusta de 800cc, com um preço inferior. Além de ser uma pedra no sapato de motos como a BMW F800R, Honda CB1000R e CB600F Hornet (que está deixando o mercado), Kawasaki Z800 e Z1000, KTM 690 Duke e Suzuki GSR750, entre outras. 

O modelo mais barato no Brasil será na cor Matt Grey (cinza fosco - acima), com preço na faixa dos 36 mil Reais. 

No Brasil, o preço de R$ 36.000,00 anunciado pela Yamaha está coerente com os caríssimos preços de motos praticados por aqui, mas está acima do esperado em relação ao preço praticado em outros mercados, onde ela custa menos que as concorrentes diretas.

Preços ligeiramente acima do esperado: a versão Deep Armour (roxo metálico) custará R$ 36,6 mil.

Segue o press release oficial da Yamaha do Brasil:

YAMAHA LANÇA MT-09 NO BRASIL

Sucesso no exterior, o novo modelo Yamaha de 850cc, 115cv e 8,92 kgf.m de torque chega ao mercado brasileiro com seus três cilindros e design único.

A Yamaha lança no mercado brasileiro a MT-09 (Master of Torque), que chega para atender o consumidor que valoriza design, performance e tecnologia de ponta. A MT-09 exibe força e linearidade com seus três cilindros e permite uma dirigibilidade excepcional graças ao potente torque em baixas e médias rotações, podendo ser desfrutada no dia-a-dia da cidade ou em estradas mais sinuosas, integrando agilidade e esportividade.

A MT-09 traduz um conceito inovador que combina elementos característicos de modelos esportivos, naked e motard. Seu compacto e potente motor, unido ao leve chassi de alumínio, proporcionam ótimo desempenho para pilotos que buscam emoção. É ágil e fácil de controlar devido ao peso reduzido e à massa centralizada. Seu design é ergonômico, com altura de assento de apenas 815 mm. 

No Brasil, a MT-09 estará disponível na rede de concessionárias, no mês de novembro, nas cores Matt Grey (Cinza Fosco), com preço público sugerido de R$ 35.990,00; e duas cores especiais: Deep Armor (Roxo Metálico), e Blazing Orange (Laranja Metálico) com preço público sugerido de R$ 36.590,00, que possuem garfos dianteiros na cor dourada, faixa exclusiva no tanque com o logo “MT”, e emblema “Yamaha” em alto relevo. 

191kg em ordem de marcha, com tanque cheio e pronta para brincar. Nada mau.

Desempenho

Seu motor de três cilindros com notáveis 115 cv de potência, quatro tempos DOHC e doze válvulas traz à realidade o conceito do produto: “Synchronized Performance Bike”, ou seja, oferece performance em sincronia com a vontade do piloto.

Sua principal característica é desenvolver torque e potência com linearidade, o que permite que a MT-09 apresente leveza, ergonomia, agilidade e fácil de pilotagem. São apenas 191 quilos incluindo todos os fluídos.

Tecnologia Crossplane de terceira geração.

O motor conta com a tecnologia “Crossplane”, que oferece potência de forma mais linear e com menor vibração devido ao eixo balanceador, proporcionando altos níveis de torque, com mais conforto na pilotagem e menor desgaste de peças. 

O combustível é injetado na câmara de combustão como um “spray micrométrico” por meio de doze orifícios instalados em cada um dos três bicos injetores. Isso permite alta precisão e eficiência de combustão resultando em desempenho excepcional.

Unido a esse compacto sistema de injeção, o sistema YCC-T (Yamaha Chip Controlled – Throttle) detecta as menores ações do piloto por meio do acelerador e transmite os dados para a ECU (Eletronic Control Unit), que calcula instantaneamente o quanto de combustível deve ser injetado no motor e o quanto de ar deve entrar no sistema. Isso permite uma integração homem-máquina, onde potência e dirigibilidade ficam sob total controle do condutor. Este é um dos grandes diferenciais dela.

Modos de pilotagem, antes exclusivo nas motos Hi-Tec, agora chega nas motos de custo mais acessível.

A MT-09 também é equipada com a tecnologia Yamaha D-MODE (Drive Mode), com três opções: STD, A e B a serem escolhidos de acordo com o estilo de pilotagem de cada um:

• STD: Opção que cobre várias situações de pilotagem, entregando torque firme e contínuo tanto de baixas a altas velocidades; 
• A: Mais agressivo do que o modo STD, entrega resposta contundente;
• B: Brando, se comparado ao STD, este modo proporciona uma pilotagem mais moderada.

A suspensão traseira é do tipo Monocross com link, e 130 mm de curso de roda. O amortecedor é posicionado em alinhamento quase horizontal. Essa posição única contribui com a centralização de massa e uma estrutura mais estreita.

A suspensão dianteira é do tipo upside-down, com 41 mm de diâmetro interno e curso de 137mm. Esse conjunto garante uma pilotagem mais confortável em pisos irregulares, estradas ou curvas sinuosas. Seu assento em dois níveis também oferece, tanto ao piloto quanto ao garupa, jornadas mais agradáveis.

Bengalas invertidas, freios ABS com sistema de manutenção rápida e estrutura radial.

Com sistema de freios ABS (Antilock Breaking System) de série, essa moto conta com dois discos flutuantes de 298mm e 4 pistões em cada pinça dianteira, e um disco de 245mm na traseira. Os pedais do freio e do câmbio são de alumínio forjado – mais leves e que garantem a rigidez do sistema, oferecendo um balanço ideal para melhor controle.

O chassi, em formato diamante e a balança traseira também são em alumínio. Outros componentes da MT-09 foram projetados para colaborar com a redução de peso, como a tampa do cabeçote produzida em magnésio e sistemas compactos, como o do respiro integrado à tampa de válvulas – mais próximo do filtro de ar – que permite uma grande redução no sistema de mangueiras e tubos de passagens, por exemplo.

Investimento em tecnologia, uso de materiais nobres e design cuidadoso deixa a MT-09 muito competitiva.

Design 

O design Yamaha nasce a partir do que a marca denomina "visualização de performance". Por exemplo, um design esportivo que por si só transmite a sensação de velocidade, agilidade e leveza.

Com base neste conceito, a MT-09 foi desenvolvida dentro do desafio de unificar em um modelo híbrido os padrões de naked e motard. Trazendo como resultado:
• Expressividade da leveza na dirigibilidade;
• Facilidade de movimentação para qualquer direção fornecida pelo projeto que visou a concentração de massa;
• Perfil esguio e moderno;
• Assento plano com versatilidade de off-road para utilização em vários cenários de pilotagem. 

Painel digital LCD e muitas informações.
  
Elétrica

O painel da MT-09 é completo, totalmente digital e conta com indicadores de marcha, combustível, posição do D-mode, conta giros, hodômetro total e parcial, média de consumo, consumo de combustível instantâneo, contagem regressiva de Km em “reserva”, temperatura da água do radiador e temperatura do ar de admissão. 

O farol é multi-refletor e a lanterna composta por lâmpadas de LED que trazem mais leveza e modernidade ao conjunto.

Várias opções de personalização, muitas com a logomaca da MT-09.

Acessórios

Com o lançamento de novos modelos, a Yamaha passa a oferecer no Brasil sua mais ampla e diversificada linha de Acessórios Genuínos e Vestuário Técnico e Casual. Todos os produtos foram concebidos para satisfazer e inspirar os clientes que querem personalizar a sua Yamaha e viver intensamente o mundo das duas rodas. 

Os acessórios da MT-09 foram projetados em perfeita harmonia com o design da motocicleta, aliando esportividade, conforto e proteção, deixando no consumidor a sensação de ter adquirido um produto único, de estilo agressivo, pensado para ele em todos os detalhes. 

Aqui está um exemplo para quem é fanático pela marca: acessórios para vestir a moto e o piloto também.

A linha de acessórios da MT-09 é ampla e pode ser adequada para diferentes estilos, como “Speed”, “Techno” e “Touring”.  Composta de itens personalizados, como os sliders exclusivos, protetor do radiador e da tomada de ar, para-brisa esportivo, um conjunto de bolsas e malas, entre outros.

Além disso, a nova coleção Lifestyle MT, inspirada no tema “Dark Side of Japan”, apresenta uma gama de vestuário com proteção, que compreende as jaquetas MT-Techno, MT-Tattoo e as luvas MT.

Esta alta qualidade é complementada por uma série casual street wear que inclui uma blusa com capuz, camiseta, bandana, chaveiros do emblema e da jaqueta MT, além de bonés e capas para Smartphones - tudo caracterizado com o design MT Tattoo. 


Confira abaixo mais detalhes de todos os produtos.

Peso e Dimensões:
Comprimento Total: 2.075mm
Largura Total: 815mm
Altura Total: 1.135mm
Altura do assento: 815mm
Distância entre-eixos: 1.440mm
Altura Mínima do solo: 135mm
Peso em Ordem de Marcha: 191Kg
Raio mínimo de giro: 3.037mm

Motor compacto de alto rendimento. Uma obra da engenharia moderna. Arte para quem tem olhos de mecânico.

Motor:
Refrigeração líquida, 4 Tempos, DOHC, 12 válvulas
Cilindros: 3 Cilindros em linha
Cilindrada: 847cm3
Diâmetro X Curso: 78.0mm×59.1mm
Taxa de Compressão: 11.5 : 1
Potência Máxima: 115cv @ 10.000 rpm
Torque Máximo: 8,92 kgf.m @ 8.500 rpm 
Tipo de partida: Elétrica
Sistema de Lubrificação: Cárter Úmido
Capacidade do Óleo do Motor: 3.4L
Tipo de Combustível: Gasolina
Capacidade do Tanque (reserva): 14L (2,8L)
Tipo de alimentação: Injeção Eletrônica

O propulsor é belo tanto por dentro como por fora. Parabéns à Yamaha.

Transmissão:
Transmissão Primária: Engrenagens
Transmissão Secundária: Corrente
Tipo de Embreagem: Úmida, Multi-Disco

Sistema de coleta e escape muito compacto e eficiente. Escondido e discreto, aparece o suficiente só para mostrar que existe.

Relação:
6 velocidades
1ª Marcha: 2.667(40/15)
2ª Marcha: 2.000(38/19)
3ª Marcha: 1.619(34/21)
4ª Marcha: 1.381(29/21)
5ª Marcha: 1.190(25/21)
6ª Marcha: 1.037(28/27)

O quadro de liga de alumínio é um dos maiores responsáveis pela agilidade e leveza da MT-09.

Chassis:
Tipo Diamante
Ângulo do Cáster: 25°00′
Curso: 103mm
Pneu Dianteiro: 120/70ZR17M/C (58W) (Tubeless)
Pneu Traseiro: 180/55ZR17M/C (73W) (Tubeless)

Freios:
Dianteiro Hidráulico, Disco Duplo
Diâmetro dos discos Dianteiros (externo): 298mm
Traseiro Hidráulico, 1 disco
Diâmetro do disco Traseiro: 245mm

Suspensão Dianteira:
Garfo Telescópico, Invertido (Marca Kayaba) 
Diâmetro do tubo interno: 41mm
Curso da Roda: 137mm

Suspensão traseira eficiente e bem de acordo com a proposta da moto.

Suspensão Traseira:
Balança Traseira em Alumínio, Monocross, com Link
Curso da Roda Traseira: 130mm

Lanterna traseira de LED como reza a cartilha da modernidade. Design elegante que nos lembra naves de filme de ficção.

Sistema Elétrico:
Sistema de Ignição TCI (Transistor controlled ignition)
Bateria: 12V,8.6Ah

A frente também é compacta. A versão com as bengalas douradas é bem chamativa.

Lâmpadas:
Farol Halógena, 12V,60/55W(×1)
Luz de Posição 12V,5W(×2)
Lanterna e Freio LED
Piscas 12V,10W (×4)

A visão da frente parece ter nascido nas pranchetas do filme Matrix.

Painel Multifuncional:
Velocímetro
Conta Giros
Hodômetro Total
Hodômetros Parciais (1 e 2)
Hodômetro de Reserva de Combustível
Indicador de Combustível
Indicador de Economia
Consumo Instantâneo de Combustível
Consumo Médio de Combustível
Indicador de Marcha
Temperatura da Água
Temperatura do Ar de Admissão
Relógio
Indicador D-Mode
Visor do Controle de Luminosidade

Os comandos têm acabamento simples, sem frescuras. 



Um comentário:

  1. A Yamaha veio pra ficar de vez. Depois de dominar o mercado de naked (600cc), agora vai engolir o setor das 800cc. Irá abiscoitar uma grande clientela fiel a marca, eu serei um deles. A moto está linda e agressiva como tem que ser. Faltou apenas un conjunto de aeroquip nos freios.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO: seu comentário passará pelo moderador antes de ser publicado, então não será publicado imediatamente. Procure escrever em bom Português e não utilize linguagem ofensiva. Se comentar como anônimo, informe seu nome. Comentários desrespeitosos, ofensivos e com linguagem imprópria serão excluídos.